Halloween, folclore brasileiro?

Folclores? Pedagogia? Bruxaria? ou o quê?

HALLOWEEN em português traduz-se por “Véspera de Todos os Santos” (dicionário Michaellis).

Teve origem em países anglo-saxões,  é uma festa anual realizada em 31 de outubro, onde crianças vestem-se de monstros ou bruxas e saem nas casas com cestos nas mãos pedindo presentes ou doces, do contrário rogam pragas e maldições “a título de brincadeiras”.

Sua origem veio dos celtas, que viveram à centenas de anos, onde atualmente é a Grã-Bretanha e Norte da França. Os celtas eram guias espirituais ligados à magia e feitiçaria. Acreditavam que o ano deveria ser comemorado no último dia de outubro. Para eles nesta noite o véu entre o mundo dos vivos e dos mortos se tornava frágil, permitindo a comunicação com os mortos. O espírito dos mortos voltava aos seus antigos lares para terem contato com seus entes queridos. Mas se os vivos não providenciassem alimentos, coisas terríveis poderiam acontecer.

Halloween_01Era uma noite de medo e horror. Também tinham o costume de acender fogueiras para honrarem seus deuses com sacrifícios de animais. O sentido era “sintonizar os vivos com os mortos”.  Para este evento, vestiam-se de preto, usavam máscaras, tomavam suco de maçã, tudo em ritmo de muita música e dança.

O termo “bruxa” se atribui às pessoas que se utilizam de poderes malignos. Nos EUA, foi introduzido por imigrantes gauleses. Mas hoje as escolas tem sido um grande canal da divulgação desta festa. Nas lojas em geral, há de tudo para esta comemoração: máscaras, caveiras, fantasias, etc. Tudo o que lembra morte!

No Brasil, adolescentes e jovens são levados a fazerem pesquisas sobre o assunto com o pretexto de “folclore”. Afinal, isto é folclore brasileiro?

Todo brasileiro gosta de festa, no nosso país tem festa para todos os gostos. O problema é quando algumas festas, embora pareçam engraçadinhas, comemoram-se coisas malignas!

Você aluno cristão! Não é obrigado a participar disto se não quiser!

Constituição da República Federativa do Brasil estabelece: “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida na forma da lei”… art.VI – Capitulo II.

Saiba o que a Palavra de Deus diz:

“Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus.Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa” (Deuteronômio 18:9-14)

“Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte” (Apocalipse 21:8)

CELEBRE A VIDA e não a morte.

Nilda Naline S. Baptista.
Diaconisa –
ADBR.

Um comentário sobre “Halloween, folclore brasileiro?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s