2 Coríntios 4:1

Pelo que, tendo este ministério, assim como já alcançamos misericórdia, não desfalecemos;

Em que discernimos o maior propósito de Deus: no ministério dos dons ou no ministério da vida? Para edificação temporária da Igreja, alguns podem ministrar por meio de dons miraculosos; contudo, nesta passagem, Paulo nos indica o que deve receber o maior louvor e isto não se refere aos dons, mas ao ministério da vida que provém de Cristo, uma vida que resulta da morte. Não os dons, mas a obra da cruz: esta é a medida da estatura de um homem.
Para edificação de novas comunidades e o resgate de almas, os dons espirituais podem assumir um significado especial, mas não são em si mesmos, uma marca de maturidade e, sem dúvida, jamais algo de que se orgulhar. Apenas os tolos orgulham-se das palavras que Deus concede, pois ELE não deixou claro que, se necessário falará até por intermédio de uma jumenta?!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s