Cansado de lutar

O rei Davi, autor de muitos salmos, estava cansado de lutar. Sua alma estava exausta, tanto esforço e cercado de tantos problemas, que tudo que ele queria era fugir para um lugar de paz e segurança:

“O meu coração está dolorido dentro de mim, e terrores da morte caíram sobre mim. Temor e tremor vieram sobre mim; e o horror me cobriu. Assim eu disse: Oh! quem me dera asas como de pomba! Então voaria, e estaria em descanso. Eis que fugiria para longe, e pernoitaria no deserto. (Selá). Apressar-me-ia a escapar da fúria do vento e da tempestade”. (Salmo 55:4-8)

Uma lição da natureza revela o que acontece quando, ao invés de combater o bom combate, nós tomamos a rota mais fácil, fugindo da nossa luta. Recentemente, li um estudo realizado por um biólogo sobre os caranguejos, criaturas que vivem em um ambiente hostil e perigoso, entre rochas pontiagudas. Todos os dias, os caranguejos são puxados para baixo pelas ondas e constantemente atacada por criaturas das águas mais profundas. Ele luta permanente para se proteger, seu instinto de sobrevivência, e eventualmente desenvolver uma armadura forte e poderosa.

Incrivelmente, alguns da família do caranguejo, se entregam na luta pela sobrevivência. Preferem encontrar um lugar seguro e levar para casa as cascas descartadas por outras criaturas do mar. Pela sua segurança, eles se retiram da luta e fogem, preferindo se esconder em uma casa de segunda mão.

Mas o uso das “casas seguras” dos eremitas tem um preço elevado. Devido à falta de controle e exercício, as partes vitais do seu corpo deteriorar-se. Mesmo os seus corpos secam por falta de uso. Com o tempo, o eremita perde toda a potência de movimento e de partes vitais necessárias para fugir. Estas peças simplesmente caem do seu corpo, deixando o caranguejo fora de perigo, mas inútil para qualquer coisa, apenas sobrevivendo.

Enquanto isso, os caranguejos que permaneceram na luta crescem e dão frutos. Seus cinco pares de pernas se tornam carnudos e fortes, de tanto lutar contra as marés poderosas. E aprendem a se esconder de predadores, habilmente passando por abaixo das formações rochosas.

Esta lei da natureza, que também ilustra a lei do Espírito. Como crentes, somos cortados e derrubados por ondas de dificuldades. Predadores violentos nos atacam e enfrentamos os principados e potestades de Satanás. Mas enquanto nós lutamos, nós nos tornamos mais fortes. E chegamos a reconhecer os truques do inimigo quando usados contra nós. Nós encontramos nosso verdadeiro refúgio, na “fenda da rocha,” a Fé em JESUS. Só então estaremos verdadeiramente seguros em meio à nossa luta.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s