O Cristão e a depressão

“Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR, me fazes habitar em segurança” (Salmo 4:8).

“Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes” (Mateus 9:12).

Depressão é uma desordem psiquiátrica muito mais freqüente do que se imaginava. Estudos recentes mostram que 10% a 25% das pessoas que procuram os clínicos gerais apresentam sintomas dessa enfermidade. Essas porcentagens são semelhantes ao número de casos de hipertensão e infecções respiratórias que os clínicos atendem em seus serviços. Ao contrário dessas doenças, entretanto, eles não costumam estar preparados para reconhecer e tratar depressões.

Para caracterizar o diagnóstico de depressão, foi criada a tabela de abaixo. Nela, cinco ou mais dos sintomas relacionados devem estar presentes. Dentre eles, um é obrigatório: estado deprimido ou falta de motivação para as tarefas diárias, há pelo menos duas semanas.

Critérios para diagnóstico de depressão:

· Tristeza constante (deprimido);

· Interesse diminuído ou perda de prazer para realizar as atividades de rotina;

· Sensação de inutilidade ou culpa excessiva;

· Dificuldade de concentração;

· Fadiga ou perda de energia;

· Insônia ou sono excessivo;

· Agitação ou retardo;

· Falta de apetite ou fome constante;

· Idéias recorrentes de morte ou suicídio.

De acordo com o número de itens respondidos afirmativamente, o estado depressivo pode ser classificado em três grupos;

1) Depressão menor: 2 a 4 sintomas por duas ou mais semanas, incluindo estado deprimido;

2) Distimia: 3 ou 4 sintomas, incluindo estado deprimido, durante dois anos, no mínimo;

3) Depressão maior: 5 ou mais sintomas por duas semanas ou mais, incluindo estado deprimido.

A depressão é a menos diagnosticada, porém é a que mais causa distúrbios sociais. Os sintomas da depressão interferem drasticamente com a qualidade de vida e estão associados a altos custos sociais: perda de dias no trabalho, atendimento médico, medicamentos e suicídio. Pelo menos 60% das pessoas que se suicidam apresentam sintomas característicos da doença.

A depressão é uma doença clinica que apresenta sintomas que se assemelham a distúrbios espirituais. Por essa semelhança é que entre os cristãos é uma doença difícil de tratar e também por falta de conhecimento, ignorando outros aspectos.

Existem diversas abordagens para o tratamento da depressão, entre elas destacamos o psicológico, medicamentoso e o espiritual. A Bíblia relata alguns casos de depressão nos quais Deus aplicou as três abordagens mencionadas. Vejamos o caso do profeta Elias:

“Ele, porém, foi ao deserto, caminho de um dia, e foi sentar-se debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte, e disse: Já basta, ó SENHOR; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais. E deitou-se, e dormiu debaixo do zimbro…” (I Reis 19:4-5)

Sintomas do profeta Elias: Isolamento, desanimo, sensação de inutilidade, sono excessivo e desejo de morte.

“E deitou-se, e dormiu debaixo do zimbro; e eis que então um anjo o tocou, e lhe disse: Levanta-te, come. E olhou, e eis que à sua cabeceira estava um pão cozido sobre as brasas, e uma botija de água; e comeu, e bebeu, e tornou a deitar-se. E o anjo do SENHOR tornou segunda vez, e o tocou, e disse: Levanta-te e come, porque te será muito longo o caminho” (I Reis 19:5-7).

Tratamento físico aplicado por Deus: Alimentação (Levanta-te, come) e palavra de animo (porque te será muito longo o caminho), ou seja, não acabou você vai viver e tem coisas a fazer.

“E ali entrou numa caverna e passou ali a noite; e eis que a palavra do SENHOR veio a ele, e lhe disse: Que fazes aqui Elias?” (I Reis 19:9)

“E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias?” (I Reis 19:13)

Tratamento psicológico: Como se estivesse no psicólogo, pede e permite que o profeta fale sobre suas angustias e tristezas, insistindo que ele ponha para fora tudo aquilo que o incomoda (Que fazes aqui Elias?)

“E Deus lhe disse: Sai para fora, e põe-te neste monte perante o SENHOR…” (I Reis 19:11)

Tratamento espiritual: A presença de Deus restaura, traz animo e vigor. “Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão” (Isaias 40:31).

O fato é que a chamada doença do século pode e deve ser tratada pelas diversas abordagens (física, psicológica e espiritual). Não pode é ficar restrito a uma das abordagens e não levar em consideração todos os aspectos da doença.

Os cristãos em geral têm dificuldade para buscar tratamento, pois ficam restritos a abordagem espiritual, pela semelhança dos sintomas e isso dificulta o tratamento e conseqüentemente a cura.

O cristão deve buscar a Deus, mas também deve pedir discernimento para buscar a medicina secular.

“Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes” (Mateus 9:12).

About these ads

13 comentários sobre “O Cristão e a depressão

  1. Olá.
    Gostaria de agradecer pelo artigo. Além de esclarecedor, acredito que ele quebra os paradigmas da igreja de que a depressão é somente um “desânimo espiritual”, “preguiça” ou “falta de força de vontade”.
    Fui diagnosticada com depressão aos 15 anos, e após tratamento medicamentoso leve e um breve período de terapia (psicanálise, a qual não gostei muito e abandonei) melhorei um pouco. Porém, desde esta época, continuo tendo os mesmo sintomas, em maior e menor grau, e em diferentes fases. Acompanhei e cuidei de uma avó durante sua fase final de Alzheimer e acredito que isto intensificou os sintomas.
    Numa recente consulta com um clínico e passando por testes escritos, fui diagnosticada com “transtorno bipolar” com pouqíssimos períodos de hipomania e quase constante depressão.
    Estou com medo de fazer terapia e não conseguir o resultado, pois não tive muito sucesso ao procurar ajuda psiquiátrica até agora. Sou cristã desde os 13 anos e sinto uma enorme culpa e sensação de fracasso por não ter superado isto até agora.
    Tenho 25 anos, sou casada há um ano, e isto está prejudicando diretamento meu marido e meu casamento e estou desesperada por uma solução.
    Vocês teriam alguma sugestão?
    Grata.

    • Olá Tatiana,

      No ano passado eu passei por uma crise de ansiedade generalizada o que me levou à um quadro de depressão, fobia social e ataque de pânico…
      Tomei remédios controlados, fiquei afastada do serviço por 6 meses e fiz tratamento psicológico o que me ajudou muito (pois eu achava que ia ficar louca rs)… Sou casada à 4 anos e meu esposo me ajudou muito…. Tomei remédio por 1 ano e agora estou apenas com a terapia… Acredito que consegui passar por essa fase graças à Deus e a força de vontade de melhorar de não ficar daquele jeito…
      Acho que uma terapia iria lhe ajudar muito…

  2. terminei um namoro…eu e ela somos da mesma igreja…um namoro q me fazia muito bem…agradecia a Deus sempre..ela terminou comigo…de forma dura e fria..e ficou com um cara alguns dias depois de terminar comigo…um mes depois soube q ela tava muito mudada e ficando com um monte de gente…eu fui o primeiro namorado dela..e nunca imaginei ela dessa forma…ela era uma santa…pra mim…namoramos um ano e 3 meses…hoje nem nos falamos mais..e pior q nao fiz nada pra isso…
    estou com todos os sintomas descritos no texto…estou pensando em procurar ajuda medica….o que me aconselham
    ?

  3. ja tive 7 dos sintomas de depressão, porem o meu psiquiatra me disse que o meu caso era simples, com isso me receitou somente coridrato de setralina de 50mg, estou um pouco inseguro por causa de ser manipulado, pois tenho medo que possa ter alguma diferença na dosagem do medicamento ou ate mesmo falsificação,voces acham quem tem alguma diferença entre o manipulado e o industrializado pois se houver me responda por favor, e finalizando a depressão é uma doença que tem cura? ou por exemplo como a “AIDS” somente medicamentos para menimizar como o (coquitel de medicamentos)parece algo que não vai acabar. agradeço muito voces tchau e obrigado.

    • Elvis
      Com relação a medicação recomendada pelo seu terapeuta existem inúmeras farmácias de manipulação que desenvolvem seu trabalho de forma honesta, ética e dentro de altos padrões de qualidade, portanto seu receio será solucionado buscando os bons profissionais do mercado farmacêutico.
      Comparando Depressão com AIDS você esta misturando dois tipos de doenças, diametralmente opostas, psíquica e física. A depressão tem cura, como a AIDS em seus diversos estágios também o tem.
      “O fato é que a chamada doença do século pode e deve ser tratada pelas diversas abordagens (física, psicológica e espiritual). Não pode é ficar restrito a uma das abordagens e não levar em consideração todos os aspectos da doença.” Você já acionou a abordagem psicológica e deve também buscar a abordagem espiritual. Como esta o seu relacionamento com DEUS? Qual a sua atitude em relação a ELE?
      ATITUDE, BOM ANIMO, PERSEVERAR, BUSCAR A DEUS, são ações que auxiliarão na mudança do seu quadro emocional. Leia na Bíblia no Evangelho de João capitulo 3 verso 16.
      PAZ seja convosco.

  4. Caro Vitor

    O seu comentário “Não é tão facil assim “wlademirps”” é inconclusivo e estranho, pois não apresenta argumentos que comprovem a dificuldade e aparentemente nos remete a abstração quanto ao seu próprio estado emocional.

    Uma frase que meu sábio avô sempre utilizava mediante comentários como o seu, ele dizia: “Se fosse facil sua avó faria”.

    Vitor que Deus lhe abençoe e lhe traga esperança para superar suas dificuldades.

    A Paz do Senhor.
    A propósito “wlademirps” corresponde a Pastor Wlademir Pinto da Silva.

  5. e quando a tristeza é demais pela perda de um marido novo, de Deus? é depressão? precisa de remedio? me ajude…Tenho sintomas fisicos, mentais, mas sinto a presença de Deus na minha vida constantemente…
    Estou sem saber se tomo antidepressivos… tenho 3 filhas, tenho que trabalhar… Só Deus tem me sustentado, mas me sinto mal fisicamente…ore por mim

  6. A paz do Senhor, após ter passado por duas vezes por transtornos depressivos, decidi estudar esse assunto, e uni isto a minha faculdade de teologia que iniciei. Tenho como objetivo, neste primeiro semestre, desenvolver um projeto científico. E quero falar exatamente sobre A depressão em cristão e a importância de se tratar as três áreas que esta doença envolve(física, psiquica, espiritual). Não tenho nenhum conhecimento científico sobre a área, somente o que eu li durante o tratamento por curiosidade. E vejo que a linha que o Sr segue é muito parecida com o q penso. Mas estou meio perdida sobre como abordar este assunto. Gostaria de saber se o Sr tem como entrar em contato por e-mail, ou me indicar alguns materiais de estudos. As minhas maiores dúvidas é em relação a parte espiritual.
    Desde já agradeço, e ressalto que seu artigo foi de grande valia.
    e-mail: tatyaneromer@hotmail.com

  7. Tenho uma duvida, pode uma pessoa cristã firme nos caminhos do Senhor Jesus, sofrer depressão no seu grau mais intenso?

  8. gostei muito do artigo, tenho todos os sintomas e alguns mais já há alguns anos não consigo saber desde de quando, tenho histórico familiar sofremos muito com meu pai na infancia, minha mãe já me dizia para procurar ajuda mas nunca tive coragem nem de falar com alguém na igreja passei anos afastada, achei que voltando tudo se resolveria, agora sei que não é assim demorei pra aceitar que tinha essa doença mas agora tenho certeza minha unica motivação é a vida eterna e meu filho que não tenho o direito de deixar aqui sem cuidados, as vezes tenho uma leve melhora mas não dura o tempo suficiente e caio e outra crise que dura dias, semanas, meses, sei que minha família sofre comigo principalmente meu filho, acho que estou piorando as vezes me sinto como morta, não tenho nada além de jesus é o unico fio que me segura.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s